Mané das Letras

Onde não cabe PALAVRA, o SILÊNCIO é a melhor opção.

Textos


Ninguém pode
Acalmar a tempestade
Nem barrar o vento
Tão pouco evitar o raio
E abafar estouro do trovão. 

Por trás da vidraça
A chuva enlouquecida
Esbarra no vidro da janela
Criando caminhos
De gotas d’água.

Despojado do Sol
Acompanho o caminho
Das gotas que rolam
No vidro embaçado
Escrevo “chuva”...
Mané das Letras
Enviado por Mané das Letras em 09/02/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras