Mané das Letras

Onde não cabe PALAVRA, o SILÊNCIO é a melhor opção.

Textos


Povoas a mente
Seduzindo minh’alma.
Louca batalha.
Entre o sono e o não querer despertar,
Sem antes dizer:
Fique para sempre...

Lento despertar.
Olhos preguiçosos se abrem
Tão lentamente quanto uma flor,
Absorvendo a última gota do orvalho.

Tímido sorriso,
Como se ouvisse  sussurros
De teus lábios
Que não mentem...

Voz suave
Tão delicada
Preenche mente
Ainda dormente.

Falas dentro de mim
Fazendo do sonho devaneio
Escutando no íntimo
Tão doce mentira.

Se pudesse
 Tornar verdade o sonho
Te envolveria em silêncio
Para não te acordar...

 
Mané das Letras
Enviado por Mané das Letras em 30/01/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras